Bem-Vindo(a) ao Saikai!
Registre-se para ter acesso a todos os fóruns do RPG e poder interagir com os players. Usuários também podem criar fichas e iniciar seu personagem na história.
Login Registrar-se
Recrutamento para uma nova seleção de times aqui !!!
Juntes-se ao Discord aqui !!!

Foto

Kumo - Área de Treinamento time 2



Ir à página : Anterior  1, 2

Novo Tópico  Este Tópico está bloqueado. Você não pode editar as mensagens ou responder.

  • Por favor, inicie sesión para responder

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 2 de 2]

#1
Fuera de línea
em Qui Set 13, 2018 8:31 pm


avatar

Admin

Relembrando a primeira mensagem :


Time 02 - Tobio, Sirius e Yahiro


Área situado em um vale montanhoso, onde o mesmo possui elevações de grandes altitudes e um enorme lago.

Ver perfil do usuário http://shadowars.forumeiros.com

#26
Fuera de línea
em Dom Set 23, 2018 11:57 pm


avatar


Porradaria, sexo e vinho


Doton - Ton'neru no Jutsu

Matutei muito sobre o que ocorreu até chegar a conclusão de que tudo passava de uma manipulação de Genjutsu. Mas... seria possível túneis daquela estirpe com técnicas elementais? Dos cinco que possuo, aquele com menos controle e afinidade é, de fato, o elemento terra. O assunto veio à tona ao me deparar com um pergaminho similar, onde a montagem livre de túneis era possível e o mais importante: Somente rank D. Me espanta pensar qual o limite com ranqueamentos mais altos, com certeza absoluta, seria um acréscimo significativo na minha versatilidade como um ninja.

Carneiro, Cão, Pássaro e Rato.

Quase sempre ausente no meu estilo de luta, a técnica requeria uma sequência de selos que decorei sem pestanejar. Com a fonte de energia sendo passada com a palma das mãos diretamente no solo, sensações novas davam o ar da graça. O estilo de manejo da terra era o mais distante dentre os outros dois básicos que domino, mas de alguma forma é incrivelmente mais fácil. A teoria nem precisa ir tão longe, fogo e água precisam na maioria das ocasiões serem criadas no uso de um jutsu, já o Doton goza do solo presente em quase todo cenário, poupando esforço e facilitando o aprendizado. Testei durante alguns vários minutos, criando diferentes profundidades, larguras e caminhos, tudo para acertar que havia mais um jutsu em seu histórico.

Mirãshifuto

Mas vamos o que interessa. O principal denominador durante uma luta é o fator surpresa, e por que não priorizar a criação de algo próprio? Durante meu avanço contra um figurante qualquer que confundi com o real perigo, lembro de ter improvisado algo que foi até mesmo definitivo para acertar o golpe em questão, propulsores explosivos que viriam a ser úteis na caçada principal. Com base nisso, andei pensando em algo que mexesse com os sentidos do adversário e me gerassem brechas exploráveis, não dispensando a necessidade de gastar pouca energia para isso. Apostando em minhas qualidades, decidi fazer algo.

Com rapidez, percorri em círculos e aos poucos fui dispensando chakra em conjunto dos movimentos, saltando acima de uma rocha logo depois. O resultado fora similar à um Bunshin no jutsu comum, porém em grande escala e imensuravelmente mais velozes. Mas, faltava uma mecânica mais complexa, capaz de gerir maior vantagem e possibilidades. Foi aí que pensei em misturar com o salto que fiz, usando a memória que meu corpo tinha para recriar outras movimentações e misturar ao ciclo aparentemente infinito de Sirius espelhados.

Aparentemente, consegui.

Futton: Kōmu no Jutsu 1/3

Para todos, o marasmo chega e é necessário alçar vôos maiores, isso é, aumentar o nível de treinamento.

Quando me deparei com o talento natural em ornar vapores nos ataques, só me veio a cabeça seu uso físico, elevando velocidade e força exponencialmente. Mas o que nunca me passou a cabeça é a possibilidade de usa-lo a distância e com propósitos maiores do que ferimentos causados em artes marciais. Na verdade, o jutsu analisado em questão era bem mais perigoso do que qualquer coisa que já treinei antes, a capacidade de impor níveis de Ph no vapor traz um efeito corrosivo, eu que não gostaria de provar os efeitos da acidez em meu corpo. Jah me livre.

Com um selo único e a funcionalidade semelhante ao Kirigakure no jutsu, expulsei tudo no formato de uma névoa, tendo pouco controle da área afetada logo de cara, para fins de segurança, me afastei de qualquer um ali antes de prosseguir com as tentativas, derreter vivo um companheiro do time não parecia ser a melhor escolha pro fim de semana. Fora realmente fácil, mas senti que dentre um uso e outro, alguns falhavam e o poder ácido era quase nulo, não sendo capaz nem mesmo de derreter pedras, o que significa o aprendizado do jutsu sem muita fluência.

Futton: Kōmu no Jutsu 2/3

Passei a adotar um sistema para técnicas de potência maior como era o caso, e dividi-las em três etapas até considera-la apta à uso extra-treino. Após reunir chakra e descansar durante uma breve pausa, voltei ao batente. Tendo como alvo pedras em áreas de pouca vida, evitando ferir plantas e animais com zelo. No nível dois, a meta imposta seria garantir o controle de Ph, aumentando ou diminuindo conforme a necessidade do momento. Embora fascinante, é uma técnica dispensável quando próximos a aliados, já que se capturados pela névoa junto à um inimigo só me deixaria duas escolhas: Corroer ambos, ou livrar ambos, o que é um verdadeiro pé no caso.

Não precisa de muita experiência para perceber que o máximo potencial só pode ser explorado se o teor ficar concentrado em uma área só, o que significa que áreas abertas são indigestas para o bom funcionamento, o que me resta uma opção: Concentrar o disparate de maneira e não evacuar a névoa por grandes espaços logo de cara. Com certa dificuldade, expulsei a névoa de vapor como um forte sopro antes que seguisse a ordem natural de se espalhar, assim, eu conseguia ser mais preciso ao mesmo tempo que agilizava todo o processo.

Segunda etapa concluída, agora só restava aperfeiçoar o controle de Ph de uma área a outra.

Futton: Kōmu no Jutsu 3/3

Encontrei um trio de rochas que serviam perfeitamente ao meu próximo propósito. O intuito agora seria dispersar o ácido sobre a target central e elevar o Ph nas duas vizinhas afim de tornar a névoa quase que alcalina. Junto ao pergaminho, haviam informações detalhadas sobre esses valores, que se dividiam entre quatorze, onde quanto menor o número, maior a acidez em contraste. Sete seria o valor neutro, onde os danos não são significativos e até mesmo reversíveis, quatorze é a quantidade na maioria dos alimentos industrializados, e zero... Bom, zero é o número que qualquer um gostaria de evitar, já que a área afetada já poderia mandar encomendar um túmulo particular com as escritas "aqui jaz". Até para mim, era temeroso usar níveis tão baixos.

Quem diria, a conclusão da técnica depende mais da teoria do que as anteriores.

Com um número que penso ser entre dois e três, a rocha do meio começava a se desfazer melancolicamente, demarcando para mim o momento exato de ajustar o Ph, com o suor escorrendo da cabeça, me concentrei com muito afinco para regular na outra medida, buscando chegar ao número sete ou oito com velocidade, e o que foi visto basicamente lembrava um degradê, onde o inicio sentiria inveja do outro lado intacto. Como tudo na vida, é só uma questão de prática, após uma sequência de três ou quatro tentativas sistemáticas no mesmo quesito, eu já podia sentir tanta naturalidade quanto com Taijutsu que gosto e procura evoluir naturalmente. O Valor se mostrara um perigo indesejável, para meus adversários, é claro.

Repousei novamente, deitado sobre uma rara areá gramínea em meio ao terreno montanhoso.

PV 50 - CH 100 - ST - 70
Muito vinho

?



Why so Sirius?
Ver perfil do usuário

#27
Fuera de línea
em Seg Set 24, 2018 12:28 am


avatar


Porradaria, sexo e vinho


O dispor dos ventos, a serenidade do cume, em um momento de desgaste nada poderia ser melhor. 

Contudo, há de se escapar dessa trivialidade para seguir sempre avançando, e foi aí que me recordei de uma técnica ensinada na acadêmia. O conhecimento lá destinado era básico, mas a possibilidade de invocar algo apagava qualquer falta de teoria e estudo, eu só ia na acadêmia pra lanchar.
 
 — Vai dar bom. Kuchyose no Jutsu!

Geral:

Técnica de Invocação
Rank: -
Selos: Javali → Cão → Pássaro → Macaco → Carneiro
Descrição: Antes de uma invocação animal poder ser executada, um invocador candidato deve primeiro assinar um contrato com uma determinada espécie. O contrato vem na forma de um pergaminho, no qual o contratante usa seu próprio sangue para assinar o seu nome e colocar suas impressões digitais e, uma vez assinado, é válido mesmo após a morte dos contratantes, desde que o contrato em si permaneça intacto. Após isso, eles precisam apenas oferecer uma doação adicional de sangue na mão que assinou o contrato, moldar o seu chakra com selos de mão e, em seguida, plantar a mão que assinou o contrato em uma localização que deseja invocar a criatura. A quantidade de chakra usada durante a invocação determina o quão poderosa a criatura invocada pode ser.

PV 50 - CH 100 - ST - 70
Muito vinho

?



Why so Sirius?
Ver perfil do usuário

#28
Fuera de línea
em Seg Set 24, 2018 12:28 am


avatar

Admin

O membro 'Sirius' realizou a seguinte ação: Lançar dados


'Invocação' :

Ver perfil do usuário http://shadowars.forumeiros.com

#29
Fuera de línea
Conteúdo patrocinado





Mensagem [Página 2 de 2]

Ir à página : Anterior  1, 2

Novo Tópico  Este Tópico está bloqueado. Você não pode editar as mensagens ou responder.