Bem-Vindo(a) ao Saikai!
Registre-se para ter acesso a todos os fóruns do RPG e poder interagir com os players. Usuários também podem criar fichas e iniciar seu personagem na história.
Login Registrar-se
Recrutamento para uma nova seleção de times aqui !!!
Juntes-se ao Discord aqui !!!

Foto

Kumo - Área de Treinamento time 4



Novo Tópico  Este Tópico está bloqueado. Você não pode editar as mensagens ou responder.

  • Por favor, inicie sesión para responder

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

#1
Fuera de línea
em Qui Set 13, 2018 8:37 pm


avatar

Admin


Time 04 - Miraí Haruka, Shimizu e Roses


Área situado em um vale montanhoso, onde o mesmo possui elevações de grandes altitudes e um enorme lago.

Ver perfil do usuário http://shadowars.forumeiros.com

#2
Fuera de línea
em Sex Set 14, 2018 9:20 am


avatar





eu vim ver o macaco

E então, finalmente Haruka apresentaria-se em seu campo de treinamento.

O lugar era grande, espaçoso, e sem dúvidas, serviria muito bem para realizar seus treinamentos. Um pouco antes de chegar, Shimizu, uma das garotas da equipe, chamou-lhe atenção. Ela usava palavras difíceis, e Haruka, apenas manteve um semblante alegre e assentiu. - Eu acho que conheço você de algum lugar - Comentou com a garota, chegando próxima da mesma, assim que esta finalmente viesse a estar naquela área.

- Espero que possamos treinar logo! - Continuou.

Ver perfil do usuário

#3
Fuera de línea
em Sex Set 14, 2018 1:39 pm


avatar


INÓSPITOS CÉLEBRES
Se somos poeira estelar, quem, do Universo, nos varreu para cá?
Nessa história, jaz um bravo. Mas a força que tens, não é suficiente para guerrear só.

***

Deambulei consistente na rédea de Haruka, findando num logradouro completamente desconhecido. Um pequeno vale rochoso. Não sabia o que esperar de uma nova instalação como aquela, afinal, há pouco, teria me deparado com um terrível massacre não muito distante dali.
É-é. Era comum que as crianças da vila não se enturmassem comigo quando cheguei a vila, entende? Por ter migrado de... — Kiri era a continuidade. Eu queria que ela pudesse pressionar meu coração contra o seu, sabe. Só pra sentir a discrepância do tempo do mundo e do silêncio vociferado aqui dentro. Ou de alguma coisa que desse sentido a minha caoticidade toda. — Mas você não se importava em brincar comigo.
Já não me assustava mais, meu riso firmava isso. A ansiedade se materializava em pequenas partículas de acidez, estavam em toda parte, às vezes no suor descendo livremente pelo corpo, nas mãos frias e trêmulas ou na minha fala apressada e infantil. Não esperava que Haruka se lembrasse de nossa infância, é comum não lembrarmos.
Não é? Eu to é louca pra crescermos — Empenhava-me em mudar de assunto.

Ver perfil do usuário

#4
Fuera de línea
em Sex Set 14, 2018 4:37 pm


avatar


Enri

Equipe 4!

Ao chegar no campo, deparei-me com as duas jovens garotas que possivelmente completariam o time mas mesmo assim faltava um tipo de Sensei.  - Eu acho que completo o time de vocês, haha. Sou Enricco, mas podem de me chamar de Enri. Você que então é a Shimizu? - uma menina de cabelos roxos e olhos azuis que eram lindos por sinal.

- Uma vez equipe, sempre equipe, não é? haha - batia nas costas de Shimizu enquanto esboçava um sorriso bem aberto e espontâneo.

Ver perfil do usuário

#5
Fuera de línea
Convidado
em Sex Set 14, 2018 6:39 pm




Convidado


Team four in action!

Zaya havia se escondido após a conversa com a menina Haruka, deixando que ela conversasse com sua companheira de equipe e esperando a chegada do terceiro.

As coisas corriam como ela gostava, não suspeitavam de nada e assim tudo caminhava para sua entrada calma e clássica.

Após a reunião ter sido feita a menina aparecia cantarolando, calma e pacientemente perto dos mesmos. Por ter a idade parecida a desses ela deu um sorriso fofo, a ponto que suas bochechas corassem.

Devemos começar? - Sorriu empolgada. — Primeiro, me contem sobre seus sonhos e devaneios. Ah, seus nomes também são importantes. E por fim, os pontos fortes que imaginam ter em técnicas ninjas. - Finalizou, levando suas íris laranjas até o grande céu, colocando ambas as mãos para trás as abraçando.


A thousand of lies could be write in a clear paper. And illusion words and mirages can be used to make you delighted.

#6
Fuera de línea
em Sex Set 14, 2018 7:19 pm


avatar





eu vim ver o macaco

- Zaya-chan! - Haruka seguiu rapidamente até a garotinha que havia chegado, abraçando-a com força. Quem diria, a pequena encrenqueira havia gostado daquela garota de cabelos azuis. - Não foi até seu time ainda? - Perguntou, no entanto, antes de ter a resposta completa, acabou sendo, novamente, interrogada.

Haruka desaproximou-se novamente, não entendendo oque acontecia, mas de qualquer forma, se alguém quisesse ouvir sobre ela, ela iria falar - na verdade, mesmo se não quisesse. - Bom, não estou entendendo nada, mas vamos lá! - Com um largo sorriso, decidiu ser a primeira. - Sou Mirai Haruka! Meu sonho, como já deve ter notado, é ser a próxima Raikage. Mas não é só isto, eu quero poder defender tudo e todos e acabar com todas as guerras! - Fantasiosa e talvez infantil, ela contou, com os olhos brilhando.

- Meus pontos positivos são... Não sei ao certo, mas eu acho que sou muito boa com Raiton! - Finalizou.

Ver perfil do usuário

#7
Fuera de línea
em Sex Set 14, 2018 8:49 pm


avatar


Enri

Equipe 4!

" A menina que acompanhava Haruka chegava ao campo um pouco depois da ninja.   - Que estranho... - dizia ao me reparar com o acontecimento. A menina chegava cantarolando e se mostrando bem serena, não demonstrava um pingo de nervosismo, como não?

Faltava um Sensei, mas um time não se formava com quatro pessoas, e ao ouvir as boas vindas da garota, me caiu a ficha, ou estava caindo...

- Sensei? - só podia ser, mas como? - Você é tão... JOVEM? - arregalava os olhos ao olhar de baixo pra cima. - Ta de brincadeira? - meus olhos se afinaram e estavam direcionados fixamente para a "acompanhante" de Haruka.

- Hm...   - ainda encarando a garota acabava por desistir, seus olhos me diziam o contrário e que podia ser aquilo que menos esperava. - Sou Enri! Nasci na periferia de Kumo e moro com a minha mãe! Tenho sonho de ajudar a minha família financeiramente e lutar com os ninjas mais fortes deste mundo. - pausava para respirar. - Eu luto, esse é meu melhor.   - finalizei sorrindo um pouco nervoso. "

Ver perfil do usuário

#8
Fuera de línea
em Sex Set 14, 2018 9:13 pm


avatar


INÓSPITOS CÉLEBRES
Se somos poeira estelar, quem, do Universo, nos varreu para cá?
Enricco.
Os ânimos se tranquilizaram perante os dizeres proferidos pelo rapaz. Ou ele, de fato, não detinha ideia de onde vinha ou considerava-me desvalida e, por pena, agiria daquele modo. A verdade, entretanto, retinha-se nas entrelinhas do pensamento enquanto dizia aquelas palavras.
"Espera, eu to na lagoinha. Ela é a nossa sensei?" Agora tudo faria sentido, agora todas as peças se encaixavam. Ela era a única a não ter o nome na lista de times formados.
Chamo-me Shimizu. Yuki Shimizu. — Balbuciava, mantendo o olhar baixo. Não por vergonha, suponho. Fixava-me ao pingente de minha mãe, simultaneamente minha história transcorria pela minha cabeça — Sabe, das coisas que não me orgulho: eu sei que não tenho sido o lugar mais seguro para morar. Mas, não fechar os olhos para o que acontece dentro de mim é o ato mais corajoso que venho mantendo. — Dizia, enquanto induzia minhas mãos sobre o objeto. Talvez, só tivesse conseguido expressar-me bem pela harmonia causada pelos ali presentes. Sonhos, não tinha. Buscava apenas penitência pela inutilidade que me culpara a infância toda.
"Minha aptidão como ninja?" Quando acendida uma idéia, resolvi pô-la em ação. Empenhava-me em alterar a temperatura em meu contorno. Diminuiria-a até que desgostassem. — Minhas habilidades baseam-se na Kekkai Genkai de meu clã, o Hyouton.  — papeava, executada à ordem propalada à perfeição.

Habilidade passiva:
Os membros do clã Yuki são dotados de uma habilidade incrível de fazer com que o ar a sua volta se torne mais frio e gerar uma leve umidade no campo, podendo fazer com que o local ao seu redor, precisamente até vinte e cinco metros, fique com até -5 C°.
O alcance varia de acordo com o nível em ninjutsu do player, iniciando com 5 metros, posteriormente basta se somar mais 5.
Desvantagem:
Possessivo[Pingente]
Você possui um determinado objeto de grande importância pessoal. Seu objetivo sempre será ter posse sobre esse objeto, e é capaz de morrer para conseguí-lo de volta ou para protegê-lo. Esse objeto deve ser muito usado (pelo menos uma vez por luta, sem que seja para desejar sorte) e estar sempre visível para as outras pessoas perceberem isso.

Ver perfil do usuário

#9
Fuera de línea
Convidado
em Sab Set 15, 2018 1:07 am




Convidado


Team four in action!

Alguns já haviam compreendido o motivo da jovem estar ali. A mesma sorriu amistosamente jogando para a árvore ao lado a sua bandana de Kumogakure e sacando outra da sua bag, esta com o emblema da vila da chuva. Enquanto ajeitou o material na cintura, ela sorriu para os jovens que a perguntavam algumas coisas enquanto refletia sobre suas técnicas.

hmmmm - Matutou a jovem — Dois usuários de Ninjutsu e um de Taijutsu, será que ele consegue utilizar da técnica proibida?. - Se questionou a medida que sacava três pergaminhos  da sua bag, analisando os jovens ela havia escolhido os certos, um com ensinamento Taijutsus, e outros elementais.

Perdoem-me pelos meus modos. Esqueci de me apresentar. - A Kunoichi curvou-se levemente. — Podem me chamar de Zaya-Sensei. Sou uma Chunnin de Amegakure. - Sorriu arremessando os pergaminhos designados a cada. — Acompanharei o treinamento de vocês dessa vez se não se incomodarem. Qualquer dúvida, é sk questionar.

Disse a mesma se escorando numa pedra próxima observando o desenvolver deles.

OBS: A Haruka foi a única que me mandou o spoiler de técnicas então fiquem a vontade pra escolher a de vocês. Não atrasarei vocês.

Pergaminho Haruka:


Raiton: Hōden
Liberação de Relâmpago: Descarga Elétrica
Rank: D
Selos: Carneiro
Descrição: O usuário acumula seu chakra e o libera na forma de uma potente descarga elétrica que envolve todo o seu corpo, eletrocutando quem faz contato com ele.


Raisen
Flash Relâmpago
Rank:
C
Descrição: O usuário infunde uma arma metálica com chakra de relâmpago, a fim de aumentar em várias vezes o seu poder de corte, o suficiente para cortar metais e ainda ter poder o suficiente para mutilar uma pessoa.

A thousand of lies could be write in a clear paper. And illusion words and mirages can be used to make you delighted.




#10
Fuera de línea
em Sab Set 15, 2018 10:38 am


avatar





Treino I Hōden

- Sensei? - Ela então percebeu e, na verdade, era até um pouco óbvio, de qualquer forma, de fato, havia sido uma informação um tanto quanto... Diferente. Zaya era tão jovem quanto todos os outros ali, e isto não havia a impedido de se tornar forte. Que incrível! - Sugooi! - Sorridente, ela simplesmente agradeceu - ter alguém como ela de sensei era positivo. Antes ela do que aquele idiota da academia.

Haruka apanhou seu pergaminho, abrindo-o. Havia uma técnica semelhante ao que havia usado anteriormente, mas de uma forma bem mais simplificada e forte. - Rõ-Rõden? - Gaguejou, errando a pronuncia da técnica. De qualquer forma, aquilo havia conseguido despertar sua atenção. - Obrigado, Zaya-chan-sensei! - Agradeceu, afastando-se levemente do restante de sua equipe. Ela não queria acabar por acertar ninguém caso acabasse por errar.

- Aqui está bom - Sussurrou, enquanto leria novamente o pergaminho.

O fato de já ter usado algo semelhante e ter grande habilidade com o elemento em questão, possivelmente possibilitaria um treinamento mais rápido e facilitado. De qualquer forma, entender a técnica era necessário. - Selo carneiro - Leu, enquanto repetia o selo com as mãos, deixando o pergaminho no chão.

Ela havia aprendido aquele selo muito antes, na academia ninja, então, aquilo facilitava o fato de não precisar aprender toda uma sequência de movimentos com a mão. - Rõden! - Forçando o controle de chakra a partir de seu corpo, ela visou realizar a primeira vez, novamente errando a pronuncia. O uso da descarga a partir de seus tenketsus era, de fato, algo a se manter visível, e embora, conseguisse realizar algo, não estava perceptivelmente perfeito.

Um ponto em específico era que, Haruka havia sentido certo incomodo ao realizar a primeira vez e, o fato daquilo ter ocorrido, levaria a um pensamento iminente - de alguma forma, aquilo poderia danificar o tenketsu interior. - Estranho - E embora, tivesse ideia prática daquilo, e sabia que devesse contornar mais futuramente, ela não sabia exatamente como fazê-lo.

De imediato, tentativas eram a parte mais coerente e, quanto mais o fazia, menos era perceptível a irritação anterior. O controle e diminuição de chakra que levou-a ao êxito de seu primeiro treinamento. - Rõden! - Finalizou, desta vez, usando com maestria.


Raiton: Hōden
Liberação de Relâmpago: Descarga Elétrica
Rank: D
Selos: Carneiro
Descrição: O usuário acumula seu chakra e o libera na forma de uma potente descarga elétrica que envolve todo o seu corpo, eletrocutando quem faz contato com ele.

Ver perfil do usuário

#11
Fuera de línea
em Sab Set 15, 2018 12:51 pm


avatar


Treininho
Se somos poeira estelar, quem, do Universo, nos varreu para cá?

Suiton - Kirigakure no Jutsu 

Quem é você se você se desconectar de si mesmo? Pode parecer piada, meio cacofônico ou esquisito, mas eu estou falando sério. Quem é você se você se distanciar de si mesmo? Quem é você sem o essencial, sem a sua essência? Quem é você sem conexão? Nada fluí quando não estamos conscientes do que somos.
Kiri...Kirigakure no Jutsu? — questionava-me, fitando o olhar para com a sensei. De fato, para ela, não deveria ser novidade. Talvez fosse um teste. Talvez fosse uma comprovação para meu aniquilar presente ali, naquele pergaminho.  
O primeiro treinamento que me fora inspecionado pela sensei nada menos era que ampliar minhas reservas de chakra em meu estômago e logo depois, liberar uma névoa característica de minha vila no contorno do meu ser. Existia também a possibilidade de usar como fonte, a própria água local. E pelo conhecimento que detinha, meu estilo suiton tratava-se de nossos pilares no quesito, todavia, existia uma outra fonte: a conexão da vida para com minha energia vital. Uma aura, um sopro de vida, um sopro de luz que confere magnetismo, anima. O conforto de ser quem eu era.
Tido a dedução pós estudo, era o momento de praticar. Me afastava em uma certa distância dos presentes ali para que me encontrasse num ambiente longe das movimentações bruscas. A idéia era meditar, alinhar meus chakras e revitalizar minha energia para assim, obter êxito. Cambaleei para perto de uma fonte de água, e dali, com uma das mãos afirmava um selo de mão específico. Infundido meu chakra através daquela fonte, empenhava-me em mudar a textura daquilo. E fora feito logo de forma correta. Uma névoa densa e de visibilidade zero emergiu e espalhou-se por toda a região montanhosa. Aquilo ia ser de extrema utilidade para confrontos, para movimentos furtivos eu diria.
Pus-me a dissipar a névoa local, cancelando a técnica. Um riso frouxo era direcionado para a sensei com intuíto de receber sua aprovação - ou talvez esperar uma lâmina na cabeça -.
A partir disso, tudo começou a funcionar quimicamente em equilíbrio e meu corpo que antes gritava, agora estava em harmonia. Eu me sentia revigorada, pronta pro restante. Pra treinar habilidades provindas de mim.


Hyōton: Hokaku Reitō

Empolgada e ávida, enderecei meus passos rumo ao amontoado de pergaminhos que a sensei havia inspecionado ao meu treinamento. Pegara um deles e enquanto estudava aquele corpo, olhava aos arredores, para certificar que ninguém estivesse próximo ou me supervisionando, com exceção da sensei que pedia. Não podia demonstrar fraquezas perante a ela. As qualidade nossas estavam sendo postas em teste. E eu era de Kirigakure. Era muito provável que a competência de se provar era maior.
A ideia de poder, novamente, praticar a minha habilidade em ninjutsu me animava. Durante a aprendizagem anterior, havia depreendido uma quantidade informacional surpreendente quanto a minha dimensionalidade para com elementos. Inclusive, compreendi perfeitamente qual caminho deveria percorrer no intuito de acrescê-la ainda mais. Não sabia ao certo onde todo aquele ensinamento poderia levar-me. Todavia, estava eufórica em imaginar o quanto talvez ajudasse em minhas proezas.
Sentia o fluir do vento, a movimentação sublime trazia lembranças sobre o meu passado em que minha principal preocupação era decorar todas as normas que um ninja deveria seguir. Isto ainda tratava-se de uma preocupação mas longe de ser a principal.
— Que sensação boa... O quão profundo eu poderia sentir todo esse vento? — Indagava para mim mesma, e agora, era o momento de aflorar minhas aptidões em ninjutsu. —Enfim, chegou o momento de crescer minhas habilidades de Hyōton. 
Relia o pergaminho já pego em algumas unidades, era relativamente simples, era como um inimigo aparentemente inofensivo que eu conseguiria driblá-lo dentro de sua própria loucura. Consistia em mudar a umidade do ar proxima ao solo, criando uma camada de gelo sob os pés inimigos.
E lá iamos. Inclinei-me para um direção, fitando uma área em específico do solo e, diante do selo realizado, mesclava o meu estilo água ao estilo vento, condensando-os e enfim formando as peculiaridades de uma fusão elemental. Pouco a pouco, o local supervisionado ia criando camadas de puro gelo e, após induzir mais chakra, a velocidade de acobreamento ia também crescendo.


Hyōton: Hyōgan Dōmu I

Meu jutsu anterior tinha sido concluído de primeira. Apenas me restava determinação para acontecer o mesmo com o meu próximo.
Respirava de forma intensa, sentindo o perfume das flores de cerejeira, elas me lembravam o amor. Eu vi a flor do amor viver e florescer diversas vezes em regiões fúteis e não merecedoras, e também vi ela morrer ou nem ao menos brotar-se nas coisas mais fraternas, como um leito de mãe, um simples apoio dum pai, ou um conselho de amigo. E isso era realmente decepcionante.
Abria o pergaminho seguinte, e o lendo logo concluí que era novamente, dessa vez, elemental. Hyouton. A concepção da técnica era dissipar minha liberação de gelo através da baixa temperatura em torno de mim. Consistia em transportar quase que imediatamente uma camada de chakra, contendo características próprias do meu clã, fazendo assim, com que se cria-se uma cúpula de gelo defensiva extremamente densa.
O clima local inclinaria para um extremo nesse momento. O frio se alastrava. E agora, talvez, por certo, seria a técnica mais difícil que eu trabalharia por um longo período de minha vida como uma gennin.
— O sucesso nasce do querer, da determinação e persistência em se chegar a um objetivo. — balbuciava, enquanto descarregava a tensão de todo o  meu corpo —  Mesmo não atingindo o alvo, quem busca e vence obstáculos, no mínimo fará coisas admiráveis. — As palavras já haviam sido proferidas antes, mas as carregava como uma filosofia para aprendizagem.
Para treina-la precisaria me afastar dos meus companheiros, por mais que não dessem a mínima provavelmente para mim, causar danos a eles poderia me atrasar em outras questões que iria depender de um time para adquirir poder. E eles eram até que suportáveis, digamos. Haruka era incrivelmente uma protagonista e Enricco, bem, parecia ser um garoto bacana. Mas era necessário, minhas habilidades poderiam fugir do controle.
 

Hyōton: Hyōgan Dōmu II

"Ai meu deusinho, isso é pior que..."
Tentei manifestar o pensamento, porém fui inteiramente incapaz. Do mindinho aos cabelos violáceos, não podia movimentar a menor das fibras musculares. Paralisada, lidei somente com meus pensamentos. Aquela a hora de maior pânico, semelhante o que ensinara meu ascendente. Naquele instante, reservei-me ao direito de observar os eventos que subseguiram. A dor de não ser capaz de realizar algo difícil estava distante de representar a maior das adversidades. Era apenas um detalhe ante o presenciar dos companheiros que estavam de mãos atadas por minha culpa. Lidaria com a complicação psicológica desde já, depreendendo solitariamente o que fazer naquele tipo de situação.
Tentei uma, duas, três e outras tantas. No entanto, não importava o quanto calibrasse o meu chakra ou o nível de minha concentração, nada daquilo parecia funcionar. O chakra Hyouton parecia se perder em meio ao espaço que percorria, mas eu não iria desistir por ali.
Me sinto exausta. — Proferia, reunindo toda a energia que me restava para dar continuidade a sucessão do treinamento.
Embora inúmeras fossem as tentativas, nenhuma resultou em qualquer tipo de sucesso. O frio somava ao desespero da cena, acrescentando uma nova adversidade dentre tantas enfrentadas. O psicológico arranhado e a reserva de chakra quase esgotada eram uma combinação fatal ao meu desespero. Ainda sim, o espírito de guerreira clamou mais alto que qualquer empecilho criado pela minha natureza. Decidi aplicar todos os esforços, mentais e físicos, naquele propósito de tornar-me uma hábil usuária das minhas peculiaridades quanto kunoichi, título a qual somente seria apta a portar quando finalmente conseguisse me manter de pé sobre muitos e exaustivos treinamentos sem o menor grau de dificuldade.



Hyōton: Hyōgan Dōmu III

Era fácil para uma criança perder-se no meio de tantos livros e era exatamente isso que acontecia comigo, enquadrava-me como uma criança que geralmente iria chorar em tal situação, perdida entre pergaminhos, não estava triste, pelo contrário, saber que existia tanto conhecimento parado em apenas um local fazia com que minha felicidade e vontade se tornassem imensuráveis, porém, eu não sabia qual passo dar mais. 
"Reler" Logo pensei. A façanha daria também suporte aos meu nervos que, antes disso, saltitavam pelo fracasso.
— Desta vez eu serei capaz — afirmei categórica. Andei um pouco mais a distância, à minha maneira, mesmo entre desequilíbrios de cansaço, percorreria o caminho até que chegasse num outro ambiente. Eu iria conseguir, estava ordenando a minha mente, sobrepujando qualquer sentimento receoso com um espírito inabalável. Somente estaria satisfeita quando capaz.
Finalmente, a cúpula era concluída. Exarcebei uma grande quantia de chakra para meu entorno, expelindo uma ventania abrupta que muito bem conhecia. Unida à umidade, rapidamente ela foi se solidificando e registrando o surgimento de um domu gélido. Era lindo de se ver, conquanto, executar, a façanha era trabalhosa.
Nesse momento, o aprendizado não trazia barreiras ou dificuldades, pareceu o adequado para por um fim nas técnicas e fechar os pergaminhos que a pouco recebi. E agora, eu precisa de repouso e era isso que iria fazer até que meus companheiros terminassem toda a sua leva de treinamentos.

Jutsus treinados:


Suiton - Kirigakure no Jutsu 
(Estilo Água - Jutsu de se Ocultar na Névoa)
Quem Usa: Hatake Kakashi, Momochi Zabuza, Hoshigaki Kisame, Kurosuki Raiga, Mei Terumi, Yuukimaru, Itachi Uchiha
Rank: D
Distância: Média
Primeira Aparição: Episódio 7 Naruto Clássico
Descrição: O ninja exala da boca ou cria a partir de uma fonte de água local uma densa névoa, que deixa todos no campo de batalha com visibilidade zero. A espessura da névoa é controlada pela quantidade de chakra acumulada dentro dela. Ele não pode enganar o Byakugan, mas, devido ao nevoeiro que está sendo criado com o chakra do usuário, qualquer usuário do Sharingan e do Rinnegan verá a cor do chakra do oponente espalhada na névoa, o que possibilita o usuário da técnica se esconder dos usuários de doujutsu.

Hyōton: Hokaku Reitō
Liberação de Gelo: Captura de Campo Congelado
Rank: D
Descrição:Ao fazer um selo de mão em uma mão só, o usuário congela o chão embaixo de um alvo para imobilizar e congelar seus pés, tornando-os imóveis por um período de tempo.

Hyōton: Hyōgan Dōmu
Liberação de Gelo: Domo de Pedra de Gelo Nada Magnífica
Rank: C
Descrição: Haku pode rapidamente criar uma cúpula de gelo em torno de seus aliados e de si mesmo para agir como uma defesa. É forte o suficiente para suportar o ataque de vários papéis explosivos ao mesmo tempo, mantendo-se praticamente intacta.




Ver perfil do usuário

#12
Fuera de línea
em Sab Set 15, 2018 2:35 pm


avatar





Treinamento | 雷の女神 | Raisen - Parte I

- Falta este - Sussurrou, ainda mantendo-se longe do restante da equipe. - Raisen - Comentou o nome, assim que o leu, dando seguimento ao restante da descrição do dito cujo. Era uma habilidade, de fato, interessante e, que abria margem ao uso de armas shinobis. - Incrível - Maravilhada, ela sentou-se no chão. De fato, aquele era um pouco mais longo e difícil do que o anterior.

Um ponto em específico era o fato de que, ela nunca havia praticado tentar espalhar ou dividir seu chakra daquela forma, a partir de uma arma. Imaginar aquilo, poderia ser fácil - shinobis usavam aquele tipo de técnicas em todo tipo de ataque, o fato era que, imaginação diferenciava da pratica geral. - Vou começar com um pequeno - Sussurrou a garota, retirando de seu coldre, uma kunai comum.

E levantando-se, ela decidiu tentar pela sua primeira vez. - Raisen! - Esbravejou, séria.

Parte II

A coloração da arma tornou-se um azul extremamente claro, variando rapidamente à um tom rubro, avermelhado e, finalmente, alaranjado. Em determinado ponto, tal qual estava quente que, Haruka optou por soltar a arma. A eletricidade havia gerado calor e, bem, a palma de sua mão, queimado-se levemente. - Ahh - Gemeu de leve a garota balançando a mão contra o vento e, em seguida, segurando-a a partir do pulso, por sua outra mão.

Felizmente, não havia sido uma queimadura séria. - Coloquei muito chakra de novo? - Sem entender inicialmente, a garota observou, novamente, a Kunai adquirir sua coloração padrão. Padrão? Não, estava muito longe disso - havia adquirido uma coloração escura. - Isso é estranho. Oque errei? - Perguntou-se, colocando a mão sobre seu queixo e, voltando ao pergaminho.

O fato é que, a leitura daquilo não havia influenciado em nenhuma mudança brusca e, Haruka, ainda não sabia de fato, como consertar oque havia feito de errado. - Tsc - Estralou a língua, irritada. - Oque tem de errado aqui? - Com a kunai em mãos, ela decidiu tentar uma segunda vez, seguindo o tato desta vez que, bastava diminuir um pouco a utilização de seu chakra.

- Raisen! - Finalizou. E, embora, fosse evidenciado que a utilização deste havia progredido, não estava pleno. - Tsc - Irritada, ela continuou suas tentativas baseadas no primeiro conceito adquirido de certo.

Parte III

O suor caia da testa da garota, que voltou a sentar. O uso daquele jutsu beirava algo que esperava, mas faltava algo e, desta vez, decidiu usar outro estilo de arma; duas shurikens. Ela deveria saber como distribuir de maneira igualitária o chakra entre elas para que, consequentemente, pudesse usar de maneira que imaginou, o jutsu mencionado. - Raisen! - Mais uma vez, ela distribuiu o chakra.

O fato era que, a técnica já podia ser utilizada e, conseguia fazê-la com maestria. E, já havia utilizado com duas armas e, o ponto positivo daquele treinamento era o fato de que, ela parecia ter se tornado mais hábil no controle daquele elemento básico que tanto se orgulhava.

Parte IV

Com o fato de ter adquirido pleno controle sobre o jutsu citado, bastava agora conseguir total maestria neste, adquirindo então, a capacidade de usa-lo de outras maneiras diferenciadas, como por exemplo, o já pensado por Haruka, utilizar-lhe a partir de sua espada, oque geraria grande poder físico e a distância.

- Oque posso usar de espada? - Perguntou a garota, enquanto procurava pelo solo, algo que a lembra-se. No entanto, era difícil naquele terreno tão ruim; Ao menos, havia uma parte terrena, com alguns galhos. - Isso vai dificultar, mas é oque eu tenho - E sim, ela sabia que poderia colocar fogo até mais fácil naquilo. Mas era oque tinha.

- Raisen! - Tentou pela primeira vez, no entanto, sem êxito e, sim, como o mencionado, havia queimado as pontas do galho, oque fizera a garota, cortar-lhe. As tentativas prosseguiram, assim como fora necessário a ela, buscar outros materiais. No entanto, assim como o esperado, fora capaz de utilizar de acordo.

- Uff - Cansada, ela sentou-se por ali. - Acabei por aqui. - Continuou falando sozinha. - Preciso de uma Katana... - Com certa preguiça, ela secou o suor, respirando fundo e, levantando-se, para que pudesse seguir para fora do campo de treinamento. - Até mais tarde, pessoal - Despediu-se.


Raisen
Flash Relâmpago
Rank: C
Descrição: O usuário infunde uma arma metálica com chakra de relâmpago, a fim de aumentar em várias vezes o seu poder de corte, o suficiente para cortar metais e ainda ter poder o suficiente para mutilar uma pessoa.

Ver perfil do usuário

#13
Fuera de línea
Convidado
em Sab Set 15, 2018 6:59 pm




Convidado


Team four in action!

A Chunnin observou cautelosamente e de forma analítica como cada um treinava, realmente. As duas meninas eram geniais em seus devidos elementos e tinham um futuro brilhante pela frente.

Uma possuía o Hyouton, a fusão elemental do Gelo, que consistia nos elementos Fūton e Suiton. Quanto a outra possuía o mais puro Raiton, ambas formariam-se muito bem e ajudariam facilmente uma a outra em combates.

Zaya não podia ficar atrás de suas alunas. Sentou-se em posição de meditação e começou a concentrar seu Chakra em seu interior. Ela havia uma habilidade oculta além de sua utilização do papel.

Os papéis livremente começaram a soltar-se do seu corpo ganhando o ar, até ela levemente ir se desfazendo, ganhando o ar de forma nobre e galanteadora. Quando seu corpo inteiro estava posicionado no ar, o Chakra fluiu sobre cada papel que começava a dar forma de letras azuladas no centro de cada papel.

Mas, por causa de uma leve oscilação de energia, ela se desfez. A concentração devia ser maior, ela devia ignorar qualquer acontecimento exterior e focar-se dentro de si.

A calmaria havia ganho seu ser, podia ouvir os sibilos feitos pelas brisas cálidas que atingiam não só ela como seus queridos alunos, e seu Chakra voltou a correr, desta vez sem pressa e com bastante firmeza.

Símbolos foram se formando dentro dos papéis assim como desenhos ao redor de algum Kanji, estava feito, ela havia conseguido por um selamento básico em cada papel seu. Ela agora poderia utilizar Fuuinjutsu dentro de seu próprio corpo.

Os itens brancos com marcas em azul parecida com fogo que se mexiam como se tivessem vida própria começaram a se aglomerar e juntar-se. Mas, mal Zaya sabia que com aquele esforço seu Henge havia sido destruído. Ela agora aparentava ser uma mulher alta, com seios fartos e um corpo bastante atlético e definido. Suas roupas haviam mudada, ela estava com uma saia ainda negra, mas com uma calça que colava no seu corpo revelando suas curvas. No seu tórax vestia uma espécie de jaqueta que a manga ia até o começo do seu anti-braco, e o material no tronco ia até um pouco acima do umbigo, mostrando a cintura alheia.

Zaya levou a mão a cintura brincando com a língua fazendo um tilintar nos seus piercings abaixo de seus lábios enquanto observava as meninas prodígios e o rapaz qual queria ver o potencial.

Jutsu Aprendido.:


Ekurityūru
(Escrita)
Requisitos: Fuuinjutsu, Shikigami no Mai.
Rank: D
Tipo: Fuuinjutsu/Ninjutsu
Função: Suplementar
Alcance: --
Selos: --
Descrição:Trata-se de uma técnica que o usuário inscreve utilizando do seu Chakra selamentos pelos milhares de papéis que compõe seu corpo. Esse jutsu permite com que o Fuuinjutsu adentre os papéis e se instale de maneira oculta em sua base, podendo ser moldado de formas a variar do selamento que o portador desejar. Sendo uma troca rápida de selamentos usando do mesmo papel. Todos os papéis começam com a inscrita de selamento básico, podendo assumir outras formas de acordo com o usuário.






A thousand of lies could be write in a clear paper. And illusion words and mirages can be used to make you delighted.


#14
Fuera de línea
em Sab Set 15, 2018 11:43 pm


avatar



- Keimon -

Todos começavam a treinar, cada um em seu canto, me sentia bobo, cada um tinha um elemento diferente e ficava impressionado com o que cada podia fazer. — isso me deixa mais empolgado! — dizia fechando meus punhos levantando-os para frente do meu rosto, olhava para eles e depois começava a sorrir, sacava o primeiro pergaminho da técnica.

Esta primeira técnica parecia tão complicada, sentir a presença de alguém seria bem diferente de tudo que havia feito, não tinha experiência nenhuma em técnicas desse tipo, poderia ser considerada de sensoriamento? — Concentre-se, concentre-se... hm. — fechei os olhos e tentava realizar a técnica... — Deu? não. — abri os olhos e a luz do local preenchia toda a escuridão que antes era presente.

— Errei, mas no que? — talvez precisasse mais de concentração ou não, teria que tentar mais uma vez, ou fosse uma técnica sensitiva. É isso! — voltava a fechar os olhos e me concentrava nas coisas que estavam ao meu redor e senti-las com mais ardência e atenção, diziam que, os cegos tinha uma apuração maior em seu olfato por ter a ausente de um sentido, talvez fosse este o segredo da técnica.

- Hayanie -

Seguindo o treinamento, pegava o segundo pergaminho com uma técnica mais defensiva, uma esquiva rápida e logo em seguida de um desarme ou podendo agir da maneira que cabece no momento. — O melhor ataque, com certeza, é a defesa. — assenti minha opinião, afinal, qualquer ataque tinha sua defesa. Era uma técnica que precisava de alguém ou poderia simplesmente imaginar uma pessoa a minha frente no intuito de me atacar.

Um homem corria em minha direção com uma kunai entre seus dedos e avançava rapidamente, e mesmo parado, tentaria dar a volta por cima. Dando um pulo lateral e esticando meus braços podia ter uma noção do que iria acontecer, era uma técnica realmente boa. A técnica era basicamente um salto bem feito e um bom equilíbrio.

— Oh, agora. — olhei para o chão e respirei fundo, era agora.

Saltava de uma maneira que nunca havia saltado antes, tendo um equilíbrio corporal buscava pulsar no chão suavemente enquanto surpreenderia meu possível adversário.

- Kage Buyō -

Os treinos continuavam, não podia parar por agora.

Era uma técnica mais livre, uma técnica que podia ser treinada até mesmos com meus colegas de equipe ao lado.  — Uma sombra, haha. — era engraçado como a técnica era executada, seguia o alvo como uma folha em pleno ar, ou como uma sombra dela.

O fator principal da técnica era a velocidade e da maneira que igualava minha velocidade ao alvo, ou seja, dependeria muito.  — Não é possível que siga qualquer pessoa, deve ser bem simples, haha — dava risada, mas era um meio de surpreender o oponente.

Estava a começar a correr e deste modo buscava aumentar minha velocidade rapidamente para que em questões de segundos pudesse "aparecer" a frente de modo veloz, isto seria importante para a realização da técnica.

Era simples, correr numa velocidade razoável e depois acelerar com todo seu querer, nada mais, era uma técnica bem útil para surpreender.

- Yoki Shinai Kōgeki -

A próxima técnica era a mais simples até então, era apenas um soco impulsivo, o chamado quebra queixo, vindo de baixo pra cima. Então sem delongas de baixo pra cima pulei erguendo meus punhos aos céus e utilizando toda minha força. — Nada mal, mas eu consigo fazer melhor. — me mostrava determinado no momento.

Via uma árvore média e seria perfeita para o treinamento, principalmente em acertar o galho que parecia estar a 3 metros do chão. — Sortudo, perfeito. — andei na direção da árvore e com um salto desferia meu punho contra o galho no intuito de quebra-lo com a força exercida em meu punho direito. O galho se quebrava facilmente e eu podia sentir que estava bom, e bem satisfeito com isso, ia para o última técnica.

- Doroppu Kikku -

O último jutsu. Um chute certeiro vindo de baixo para cima que causava um grande estrago, era um golpe que dependeria mais do peso do usuário, mais pesado, mais dano e estrago ia causar, como não tinha um peso consideravelmente exagerado, seria apenas um chute.

Corria na direção de uma pedra e pulava, com os pés firmes e fixos, que iam de encontro com a rocha e por fim se chocavam, no momento do choque, percebia que meu chute não era tão forte quanto que achei. — Ai! ai, capeceba! — o estresse estava forte naquele momento e minha perna se encontrava doendo.

Me recuperava do baque que tinha levado e estava pronto para realizar outro chute na pedra, desta vez estava focado em quebra-la, ou assim esperava. Saltando desta vez mais alto, puxava todo o peso do meu corpo para a perna e assim desferia o chute na rocha, quebrando-a no meio. — É! — empolgado pulava...

Aproveitava para dar uma passeada pela vila...


PV 50 | CH 60 | ST 80


Ver perfil do usuário

#15
Fuera de línea
em Dom Set 23, 2018 3:54 am


avatar


Reconstrução da Academia
Se somos poeira estelar, quem, do Universo, nos varreu para cá?

Ninpō: Shinken Shirahadori

O dia decorria calorento esbanjando uma alta temperatura, amenizada felizmente graças à brisa conjunta em participação, construindo o clima característico da nossa querida terra. Curtindo a vibe por de cima da alvenaria local, com um pirulito por demasia adocicado balançando de um lado ao outro - para manter a temperatura corporal -, contava quantos pergaminhos a sensei deixara a mim e, arrancando meu bumbum da ociosidade e impulsionando meus músculos inferiores na velocidade máxima, iria em direção ao motim, pegando o primeiro da pequena pilha.
Taijutsu? — balbuciava, enquanto engolia as palavras com os olhos — Parece simples, mas pode ser de extremo útil caso confronto um adversário com lâminas. — concluia, lacrando o pergaminho e pondo-me a iniciar o empenho de conclui-la.
Eu sentia que estava ficando mais forte desde meu último treino. Não digo fisicamente, mas meu chakra aumentava consideravelmente. Sim, qualidade, é, eu sei que é meio difícil entender. Fiz missões rotineiras, conquanto, eu sentia que fluía melhor.
Saquei uma lâmina do coldre. O intento era lança-la para alto e, assim que a gravidade fizesse a devolutiva, eu, unindo ambas as mãos, a impossibilitaria de atravessar-me. Situações de perigo insistiam a menor quantidade de fracassos, a pressão funcionava como um ótimo método de aprendizagem. E foi feito. 
Isso. — proferi branda, ao notar que o meu sangue percorria vorazmente através das minhas veias - e não por fora da pela - e que meus músculos estavam devidamente aquecidos. — É imprescindível aumentar a força dos músculos mediais. Aumentar a minha mobilidade vai me ajudar bastante em batalhas a posteriori. — conclui.


Nadeshiko-Ryū Kōha Senkaigiri

Sem que houvesse a necessidade de ser instruída mais uma vez, avancei para o segundo teste. Dessa vez, mais satisfeita ainda ao saber que havia conquistando os jutsus mais facilmente . As raízes que nasciam sob as árvores do local, tornavam o ambiente impróprio para avanços velozes e o caminho mais seguro seria através das rochas. Não obstante, avançar somente por entre as rochas tomaria muito tempo. "Vou precisar mesclar. Passadas velozes e precisas com saltos longos seguidos de rolamentos." e antes que completasse o pensamento, minha velocidade aguçada permetiu-me a distanciar-me de todos os presentes.
Por algum tempo me destinara ao aprendizado simples dos Ninjutsus que envolviam minha Kekkai Genkai. Aliás aquele era meu elemento de preferência, sendo o qual eu detinha maior capacidade e também poder destrutivo. Não abandonava no entanto, a humildade de expandir minhas capacidades, desenvolvendo novas técnicas e aumentando as possibilidades de meu arsenal ninja. Um exemplo disso eram jutsus que envolviam os elementos da combinação do Hyouton e dessa vez iria utilizar a liberação de vento. Ele, apesar de um ninjutsu, era uma técnica que serveria excelentemente para um combate corpo-a-corpo. Basicamente condensaria uma camada de chakra elemental diante dos pés e realizaria um chute de alto impacto, ocasionando então um maior dano ao alvo.
Já em frente à uma pedra, eu daria início a aprendizagem. — Let's go, gatona! — Encorajava-me ao concentrar e liberar o estilo vento no contorno da minha canhota. Nesse momento, realizando um curto salto e aproveitando da lateralidade imposta a minha inclinação desferia um poderoso chute para com à rocha a centímetros de distância. Talvez eu fosse como um daqueles gênios inatos, talvez eu só não estivesse aprendendo técnicas de uma complexidade que me trouxesse dores de cabeça. O importante é que, em todas as tentativas, eu obtia êxito.


Suiton - Bakusui Shouha I

Não obstante, quando me dei por mim, estava parada sobre o solo arenoso do campo de treinamento ao som do entardecer. Parecia até que as estrelas ficavam mais brilhantes a partir daquele ponto. Bem mais fáceis de ver. E eu me confortava com aquela vista, era algo aconchegante, ou até mesmo um modo de não me sentir sozinha. Já que, havia tido pais que consequentemente estavam em uma outra, passando até ser configurada uma órfã.
Retirava o lacre do pergaminho e logo fitava o seu conteúdo. Era impossível deixar de notar o rank da técnica. B. Era muito incomum algum gennin ter a proeza de usar jutsus dessa patente. Talvez a sensei tivesse errado. Talvez fosse o destino querendo fazer-me sofrer por costumeiramente concluir as técnicas de ranqueamento inferior, facilmente.
Hoje, iria me dedicar à natureza, misturar-me nela, fazer parte dela. Agora a meio do meu dia, dirijia-me para um lugar um pouco mais longinquo do que estava. A partir de certo ponto o cenário feito de pedras e pedregulhos mudou. O solo não era mais castanhos até ao infinito mas demonstrava agora pedaços de vegetação que esverdeavam todo aquele cenário. A concentração de árvores também aumentava, algo havia naquele local que não havia tão abundantemente em outros locais desta terra: esse algo era água.
Água, que elemento interessante era aquele. Os ruídos da água a cair de uma altura considerável faziam meus ouvidos jubilar de prazer, afinal não é algo que se visse todos os dias no território mãe. Mas em Kirigakure...Era como se abraçasse o passado. Na beira da água daquele berço de vida, nascente de rios,  eu sentava no chão de pernas cruzadas e em posição de meditação. Fiquei durante segundos, minutos ou horas talvez, era dúbia a passagem do tempo naquele local e na minha visão, o tempo passara a ser relevante, o que importava agora era simplesmente aquele momento, aquelas sensações de todos os sentidos.


Suiton - Bakusui Shouha II

Depois de muito refletido, ainda sentada no chão, depara-me agora a olhar de frente para aquela cachoeira. Naqueles momentos de reflexão que tive, o meu respeito para com aquele elemento aumentara consideravelmente. Água, que bem mais precioso onde o seu valor e preciosidade era inestimável, certamente não lhe era dado o valor devido.
Num ato de desejo e de esperança, levantei-me e calmamente pendulei a me aproximar para a fronteira entre a terra e a água daquela fonte. Agachando-me sobre o chão com os joelhos na água, eu coloquei a mão destra levemente sobre o caudal daquele lago. Balançava os dedos entre os fios de água, tentava sentir a sensação dela, daquele elemento tão essencial. Aquele que em mudanças de estado, trasmutava-se em gelo. Sentia a sua textura, a sua temperatura, o seu peso. Refletia mais uma vez no quão interessante era aquele elemento. Depois disso, fechando a minha mão em concha, bebi um pouco de água daquela cachoeira. Ahh, como era doce e sem sabor, limpa e transparente, refrescante e saciante. — Eu podia ser uma sereia. — pensava alto, até me recompor de toda aquela brisa da galerinha de humanas.
Prática.
Levantei-me e comecei a me distanciar. O básico da técnica era expelir da minha boca uma quantidade imensa de água, a ponto de inundar um local. Por isso o distanciamento do pessoal. Coloca uma das mãos sobre a boca, criando uma circunferência com os dedos médio, indicador e polegar. Esse formato iria me ajudar a distribuir a água corretamente. Eu própria começara a fazer vibrar as linhas de água que gerava meu estômago e logo eram expelidas.
Foi um bom começo. Mas a quantia e a intensidade necessitavam de um desempenho melhor. 


Suiton - Bakusui Shouha III

Subindo em uma pedra, eu fiquei com as pernas tensionadas, observando o ambiente ao meu redor. —O inverno esta para acabar, a primavera se esgueira sob o chão, pronta pra renascer. — Quando dizia isso, eu metaforicamente insinuava o provavel término do treinamento, ou mesmo algo de longa data como os tempos caóticos em minha cabeça. Todavia, o inverno era algo que me fortalecia, seria essa uma boa mudança, então? Irônico.
Incríveis trinta segundos de concentração passaram e todo o fluxo de água que estava prestes a sair do meu compartimento interno estava em meu controle. A cachoeira a frente, permanecia corrente. Olhei-a, absorvendo ainda mais poderes e, logo ao cuspir uma quantia maior que a versão anterior de água, não era capaz de inundar nada. — Estou ficando exausta, mas pausas não serão toleradas por esses motivos — Indaguei o vocábulo, firmando os pulsos e amassando as conchas nasais quase as maxilas, era quase uma careta.
Embora inúmeras fossem as tentativas e por mais gradativas para o sucesso que fossem, nenhuma resultou em qualquer tipo de conclusão absoluta. O frio somava ao desespero da cena, acrescentando uma nova adversidade dentre tantas enfrentadas. O psicológico arranhado e a reserva de chakra quase esgotada eram uma combinação fatal ao meu desespero. Ainda sim, o espírito de guerreira clamou mais alto que qualquer empecilho criado pela minha natureza. Decidi aplicar todos os esforços, mentais e físicos, naquele propósito de tornar-me uma hábil usuária das minhas peculiaridades quanto kunoichi, título a qual somente seria apta a portar quando finalmente conseguisse me manter de pé sobre muitos e exaustivos treinamentos sem o menor grau de dificuldade.
Era minha tentativa final. Coloquei-me sob o olhar periférico para com a cachoeira e acumulando uma grande dose de chakra em meu interior, expeli uma densa, rápida e gigantesca quantia de água que evasavam na medida que meus pulmões trabalhavam. Eu havia conseguido.  A princípio, utilizei do Mizu Kinobori para não afundar-me em minha própria habilidade, conquanto, a medida em que a água ia se misturando com a local, não fazia-se necessário a ativação do mesmo. Ávida, a aprendizagem do jutsu acabou por me revigorar a determinação.


Hyōton: Fuyu no Hen'yō

Meu nome é Yuki Shimizu. Tenho apenas 12 anos e minha vida tem sido desgraçada pelas intempéries do destino desde muito tempo. Pra minha sorte encontrei uma finalidade, e entendi minha missão nessa Terra. Esse mundo Shinobi vai descobrir algum dia que eles estão equivocados em suas decisões; mas pra que isso aconteça é necessária preparação, e essa preparação advém do estudo.
***
Eu farei a mudança. Mas a mudança ocorre quando algo é feito da maneira nunca antes feita. Algo novo, não? Com toda certeza, era um ótimo modo de principiar algo novo. Eu uniria as possibilidades. Aquela cachoeira ia ser o pontapé inicial para as tentativas.
Os enigmas pregados pela mente sempre instigavam-me ao saber, pois esta era uma arte que ludibriava até os homens mais versados em conhecimento. O jutsu que criaria hoje é, simplesmente, um modo de congelar os que estiverem em contato.
O começo sempre se tratava de focalizar a mente, o estado espiritual do corpo. Então, unir isso ao estado físico, assim criando uma energia que todos conheciam como o chakra. A técnica precisaria disso, pois o poder teria que ser emanado do corpo em forma de pura liberação de gelo para que os sujeitos alvejados caíssem no golpe. No entanto, é muito mais fácil falar do que fazer.
O processo demorou horas, o céu agora estava negro e apenas o brilho da lua me separava da total escuridão. Entretanto, o jutsu já tinha seu ponto inicial completo. Com o uso do Mizu Kinobori e com as palmas das mãos sobre as linhas d'água, eu, aos poucos congelaria toda a substância que antes concentrava-me para não afundar. — Irei chama-la de Transmutação de Inverno. — Balbuciava. Agora, só me restava o modo que iria usa-lo em meus inimigos. Ansiava em congela-los. No mínimo teriam sequelas de hipotermia.

Jutsus treinados:


Ninpō: Shinken Shirahadori
Arte Ninja: Verdadeira Captura de Espada com as Mãos Nuas
Rank: D
Descrição: Com as mãos nuas, é possível parar o ataque de uma espada através do atrito com o lados da lâmina, unindo ambas as mãos com a espada entre elas.

Nadeshiko-Ryū Kōha Senkaigiri
Golpe Giratório de Linha Dura do Estilo-Nadeshiko
Rank: D
Descrição: O usuário cobre sua perna com chakra vento, e atinge um potente chute no adversário. Este chute foi forte o suficiente para quebrar uma marionete mecânica.


Suiton - Bakusui Shouha
(Estilo Água - Onda Chocante Explosiva de Água)
Quem Usa: Kisame Hoshigaki, Nagato
Rank: B
Distância: Longa
Primeira Aparição: Naruto Shippuden - Episódio 13
Descrição: O usuário cospe um grande volume de água da boca, criando uma grande onda que inunda toda a região e esmaga os inimigos com a pressão da água. O Shinobi pode permanecer sobre a onda para se mover e atacar em alta velocidade.


Hyōton: Fuyu no Hen'yō
(Liberação de Gelo: Transmutação de Inverno)
Requisitos: Hyōton / Controle de Chakra
Rank: D
Tipo: Ninjutsu
Função: Suplementar e ofensivo
Alcance: 
Selos: N/A
Descrição: A partir de sua Kekkai Genkai Hyōton, o usúario, após o contato direto com algum componente, seja uma substância ou propriamente um índividuo, infunde sua natureza elemental para este, empregando-no a congelar suas propriedades ou contornos. Conquanto, por conta da extrema temperatura baixa, caso o alvo subterfuja da técnica, sequelas como rigidez muscular e letargia motora tendem a ocorrer se a temperatura corporal do mesmo não aumentar consideravelmente.



Ver perfil do usuário

#16
Fuera de línea
em Dom Set 23, 2018 12:27 pm


avatar





" caminho a trilhar - parte I"

Haruka finalmente havia chegado em seu campo de treinamento, após o curto período na biblioteca. Seu braço esquerdo ainda permanecia engessado e, uma faixa que seguia presa a partir de um apoio neste, prendia-o em seu pescoço e tórax, visando uma melhor recuperação. Doía, sim, mesmo com a medicação, ainda era possível perceber a dor, além de uma eterna coceira. - Tsc - Estralou a língua, reclamando.

Em seu coldre, um único pergaminho era visível. E, bem, pode-se dizer que qualquer um em sã consciência, não treinaria naquele estado, mas não era o caso de Haruka e, de qualquer jeito, havia escolhido um jutsu específico para que não pudesse lesionar e/ou precisar movimentar seu braço esquerdo. De qualquer jeito, era um jutsu que necessitava, e havia o achado. Overdrive se baseava na utilização do controle a partir do restante do corpo e, em específico, do próprio cortex cerebral. Se a garota sabia oque aquilo fazia? Não exatamente, mas sabia que seus movimentos seriam mais precisos.

Foi então que seu treinamento iniciou-se.

Como de praxe, abriria, com certa dificuldade, o pergaminho e após tê-lo feito, jogaria-o ao chão, visando não precisar manter sua mão direita ocupada. O fato é que, era muito difícil pensar num treinamento sem usar um de seus braços, mas era oque tinha para aquele momento. - Vamos lá! - Animou-se, enquanto posicionou-se de maneira que pudesse ficar mais isolada possível. Não queria atrapalhar nem que fosse atrapalhada. Inicialmente, deveria conseguir um controle mínimo no uso de seu raiton, coisa que já tinha, mas de uma forma diferenciada. Era a partir de seu interior.

Parte II

O fato é que, Haruka parecia ter aumentado sua maestria com o domínio do raiton - ter uma batalha e usa-lo com tanto afinco parecia ter sido uma experiência esmagadoramente necessária e, como o esperado, controlar o chakra não parecia, inicialmente, uma ameaça. O problema é que, de acordo como usava, parecia não ser tão eficiente, assim como, causava dores similares a quando treinou uma técnica, muito tempo atrás. Não, desta vez não era pela quantidade superior - ela tomou cuidado e precaução para fazê-lo até mesmo com uma menor quantidade, isto é, devido a seu braço.

- Preciso tentar mais - Irrefutável, ela continuou com seu treinamento. Ela sabia que não podia parar por um simples erro, embora não soubesse oque havia feito até então. Na verdade, ela tinha plena ciência que deveria continuar em frente, devido a todos que haviam posto sua confiança nela. Ela devia ficar forte, forte o suficiente para não mais precisar perder alguém, ou alguém precisar perder alguém. Precisava superar e quebrar todo tipo de limite imposto por aquele corpo fraco. - Raiton: Ōbādoraibu! - Esbravejou, mais uma vez, controlando seu chakra para aquilo.

Parte III

Cerca de três vezes mais foram necessárias até que Haruka visse certa diferença na intensidade, podendo aumentar a quantidade de chakra a partir do citado, e momentaneamente, tendo controle total sobre a técnica, quebrado pelo simples respirar - ela não havia conseguido êxito ainda. Não da forma que queria e, sua sensatez, assim como cansaço, fizera a sentar-se um pouco, tomando aquele espaço de tempo como uma forma de intervalo. Poucas coisas preocupavam a garota, mas uma delas, era oque havia falado para Eury - sua mais nova amiga -, na verdade, era um fato quanto sua promessa. Estaria o garoto ainda vivo?

Isto tornava seu treinamento um pouco mais complexo do que deveria, de fato, ser. - Tsc - Voltou a estralar sua língua, enquanto agarraria com certa dificuldade, o pergaminho, com sua mão direita. A leitura seguiu-se por mais algum tempo. Não que fosse mudar muito a situação.

Parte IV

Ao levantar-se, com certa dificuldade, ela voltou ao seu treinamento, usando mais uma vez, o jutsu em questão. Era difícil, de fato, manter as ondas a partir do próprio córtex cerebral, mas aos poucos, as sinapses eram aumentadas, passou por muitos estágios até conseguir ter certo controle sobre a técnica e, em um determinado, a dominância era tamanha que, parte do chakra aparecia, tomando tonalidade azulada. - Estou quase - Com uma voz cansada, comentou.

Um ponto em específico era que, após um dos usos, seu braço esquerdo, antes imóvel e pouco sensível, tornou-se um pouco mais aparente - era estranho, ainda estava dolorido, mas havia algo estranho neste. De qualquer forma, por seu próprio bem, decidiu não fazer nenhum movimento que pudesse lhe causar algum tipo de perda a partir do membro em questão. Ficar mais tempo daquela forma deplorável não era uma escolha.

- Raiton: Ōbādoraibu - Sem mais delongas e, sendo a unica coisa que ela podia fazer, continuou seu treinamento.

Parte V

O cansaço já estava estampado no rosto da garota. O suor caia e, todo seu corpo parecia bem mais pesado, sendo que, a única coisa que mantinha-a ainda em pé era sua própria determinação e todos os seus sonhos e promessas. Salvar um certo alguém, ajudar uma certa garota, se tornar a raikage. Aquilo tinha um peso tão grande, de muitas formas diferentes e, ainda sim, mantinha-a em pé, sem nem ao menos demonstrar nenhum tipo de desistência.

Seu corpo mais uma vez fora tomado por uma tempestade que corria por ele e, em específico, em seu interior. - Raiton: Ōbādoraibu! - Disse mais uma vez, enquanto outra tentativa, desta vez, perfeitamente encorporada, fora feita. Finalmente o jutsu havia chegado no estágio que Mirai queria desde o início. Um treinamento que levou-a a plena exaustão, mas ainda faltava um pouco. Aumentar seu chakra para que usasse-o em pleno controle.

Parte VI

O uso agora se basearia em aumentar a quantidade de chakra a partir daquele jutsu corporal. A ideia era simplista, no entanto, seu uso poderia vir a demorar e Haruka sabia disso e digamos que, sabia também que demoraria bem mais de um dia para conseguir pôr em prática a ideia em questão. Inicialmente, usou mais uma vez o jutsu, aumentando aos poucos o controle de chakra, pondo este a ponto de explodir. No instante em que sentisse qualquer tipo de mal-estar, passaria a simplesmente desativar todo e qualquer tipo de mudança a partir do seu chakra, evitando o pior.

Com o fim do treinamento daquele dia, ela decidiu então descansar um pouco mais.


Braço esquerdo engessado

Spoiler:


Raiton: Ōbādoraibu VI
Liberação do Relâmpago: Overdrive
Rank: C
Descrição: Utilizando a liberação do relâmpago, o usuário pode acelerar os sinais enviados do cérebro para os músculos para aumentar a velocidade impressionante do usuário. A técnica também oferece ao usuário recursos de corte de ataques de mãos vazias.

Ver perfil do usuário

#17
Fuera de línea
em Dom Set 23, 2018 5:54 pm


avatar



- Resistência 1º ao 3º Portão -
(Hachimon Tonkou)

Os problemas que a vila estava passando refletia um pouco em mim, após ver aquela destruição no centro comercial, de ver a academia onde me formei destruída, estava inconformado, me sentindo um inútil, não tinha feito nada para proteger a vila, estava na hora de treinar minha técnica secreta, que me deixaria páreo para enfrentar ninjas mais fortes: Hachimon.  

Esta técnica muito peculiar e bastante arriscada, se tratava de uma melhoria corporal bastante prejudicial a saúde, porém estava ciente disso, e custaria a minha vida defender Kumo, então não me importava tanto assim com os efeitos colaterais da técnica. O segredo da técnica não era nada mais que meu próprio corpo, seria em cada função dele que me aproveitaria, afinal o nosso corpo é completamente inteligente e tem uma mecânica bem completa.  

O primeiro portão. O portão da abertura.  

Era nele que sentiria todo meu poder, as restrições do meu cérebro seriam removidas e como resultado disso, minha força aumentaria consideravelmente, os meus músculos se tornariam minha própria arma.  

Não seria nada fácil usufruir de uma técnica que nunca tinha visto antes, seria eu? O único a possuir esta técnica ou teria mais pessoas? Cada ninja utilizava suas técnicas de modo diferente e era interessante ver esta técnica na mão de outras pessoas, afinal o Taijutsu era um estilo de jutsu que não necessitava o manuseio de Chakra, e com isso, era superestimado nos tempos de academia, não possuir chakra para criar algo que surpreendesse a todos me fazia ficar mal comigo mesmo, mas este era meu jeito, a minha maneira de lutar. Com meus próprios punhos.

O primeiro portão seria o mais difícil, o portão que serviria como uma passarela para a morte e pelo desejo de mais poder, talvez fosse um caminho sem volta, querer evoluir e mostrar para todos o quão evoluí seria o meu germinar. Faria um esforço para abrir o primeiro portão, me lembrava das dicas que o grande Monge havia me dito, ficava mais claro depois de tentar abrir o portão. Agora era o momento treinar minha resistência perante ao primeiro portão, todo portão tinha um certo preço a ser pagado e o primeiro não era alto tão forte assim, era danos irrelevantes.

Era nesses pequenos danos que tinha que me focar, poderia deixar esses pequenos danos mais irrelevantes ainda, se tornando quase nulo, meu treino seria focado nos três portões que conseguia abrir e deixar a técnica mais aprimorada.

Segundo portão. O portão da cura.

Começaria daí, a cor descontrolada, onde ficaria pior a cada portão aberto, uma dor que se alojava no cérebro e passaria por todo o corpo, afinal era assim que o cérebro funcionava, seus sinais eram claros e objetivos, dor é dor. - Prefiro viver com ela. - fechei os olhos e abri logo em seguida liberando o segundo portão, o portão da cura.

Era viver com a dor e aguentar, dando o meu máximo sempre, podia sentir algo poderoso dentro de mim, com certeza a força do dragão estava comigo, o poder dele estava presente em mim, eu sentia. - Obrigado Shinryu, por dividir seu poder comigo. Gohi. - com o segundo portão aberto usava minha facilidade em tolerar a dor para manter ele completamente aberto como fosse nada, transparecendo minha força.

Estava prestes a abrir o terceiro, mas o poder do segundo me dizia que estava bem e não precisava de mais, a partir do terceiro seria um caminho sem volta.

Terceiro portão. O portão da vida.

Era nele que tudo mudava, a minha aparência, a minha transparência, meus músculos se tornariam tão fortes como uma montanha. Usando uma força interior maior, o fluxo do meu sangue aumentaria tão repentinamente que fazia meu corpo ganhar uma coloração vermelha, e nesse instante me lembrava do momento em que havia queimado meu corpo e me fazia abrir um leve sorriso. - Hm

Agora...

Uma explosão de stamina e o fluxo corria rapidamente por dentro e por fora do meu corpo, transbordando toda minha energia, estava no meu limite? conseguiria aguentar toda aquela pressão e ainda lutar mano a mano com meus adversários? sentia partes do meu corpo formigando, era normal? precisava aguentar a pressão que a técnica exercia no meu corpo, era um poder tão forte que danificaria o meu corpo, mas muito mais o do oponente, estava tão empolgado em usar e mostrar para aqueles que duvidaram do meu potencial.  

Um movimento e, vrum.

Meu corpo havia sido melhorado em todos os aspectos mas o que notava mais era a força e velocidade, era como se estivesse voando alto, mas voando em pleno chão, um vento fluía por todo meu corpo e então me desligava da técnica, e mantendo-me forte dos seus efeitos colaterais.

- Abertura do 2º Portão de Forma Direta

Entraria em um novo patamar no meu treino, não sabia ao certo se iria conseguir abrir o segundo portão logo de cara, ignorando completamente o primeiro, esta era uma maneira de simplificar a técnica e gastar menos tempo, abrindo os portões um por um me levaria tempo e numa luta mano a mano esse tempo seria completamente fundamental, onde iria ser decidido o vencedor então poderia treinar cada portão para ser aberto na hora que desejar.

Como seria abrir o segundo portão? iria sentir uma dor maior? já que seria aberto de uma vez por todas e no terceiro então? minhas respostas seriam dadas lá pra frente. Abrir os portões em seguida um do outro não era tão complicado, mas abrir um do nada e não sendo o primeiro... - Difícil... Mas eu consigo! - abri um leve sorriso enquanto fechava meus punhos.

- O risco. Isso não importa, o resultado superará todas minhas expectativas. - presumi pensando no final do resultado e não no processo dele.

Era o momento de evolução, e pensar que meu foco era abrir o segundo portão e não o primeiro, o portão da cura, localizado na nuca, onde o cérebro responderia me dando 100% de proveito da minha força, não restringindo.


PV 50 | CH 70 | ST 110


Ver perfil do usuário

#18
Fuera de línea
em Dom Set 23, 2018 10:54 pm


avatar


INÓSPITOS CÉLEBRES
Se somos poeira estelar, quem, do Universo, nos varreu para cá?
Uffa!
Os ânimos se tranquilizaram perante o fim do treinamento. Conquanto, a verdade era que eu mais parecia uma maquina de busca para com a evolução. Talvez, devesse tentar algo novo. Induzi o polegar sobre os lábios, mordiscando-o até que obtivesse a fuga de uma pequena dose de meu sangue. Subsequente, após empenhar-me em realizar determinados selos de mão, levei a palma da minha ao chão e, assim que plantasse ela por inteira ali, várias escrituras emergiam em seu contorno.

 
Técnica de Invocação Rank: - Selos: Javali → Cão → Pássaro → Macaco → Carneiro
Descrição: Antes de uma invocação animal poder ser executada, um invocador candidato deve primeiro assinar um contrato com uma determinada espécie. O contrato vem na forma de um pergaminho, no qual o contratante usa seu próprio sangue para assinar o seu nome e colocar suas impressões digitais e, uma vez assinado, é válido mesmo após a morte dos contratantes, desde que o contrato em si permaneça intacto. Após isso, eles precisam apenas oferecer uma doação adicional de sangue na mão que assinou o contrato, moldar o seu chakra com selos de mão e, em seguida, plantar a mão que assinou o contrato em uma localização que deseja invocar a criatura. A quantidade de chakra usada durante a invocação determina o quão poderosa a criatura invocada pode ser.



Ver perfil do usuário

#19
Fuera de línea
em Dom Set 23, 2018 10:54 pm


avatar

Admin

O membro 'Shimizu' realizou a seguinte ação: Lançar dados


'Invocação' :

Ver perfil do usuário http://shadowars.forumeiros.com

#20
Fuera de línea
em Seg Set 24, 2018 12:13 pm


avatar





" Rito I "

Com o outro dia que se fez presente, Haruka voltou à treinar. Inicialmente, nada tinha em mente além de tomar um pouco de tempo e aproveitar para praticar um pouco seu Kenjutsu. No entanto, decidiu também, com deveras dificuldade, realizar selos shinobi e, em seguida, morder seu polegar. Sem mais delongas, tocaria o chão. - Kuchiyose no Jutsu - Comentou. Pelo que havia ouvido, daquela maneira poderia saber qual seria sua invocação.

 
Técnica de Invocação Rank: - Selos: Javali → Cão → Pássaro → Macaco → Carneiro
Descrição: Antes de uma invocação animal poder ser executada, um invocador candidato deve primeiro assinar um contrato com uma determinada espécie. O contrato vem na forma de um pergaminho, no qual o contratante usa seu próprio sangue para assinar o seu nome e colocar suas impressões digitais e, uma vez assinado, é válido mesmo após a morte dos contratantes, desde que o contrato em si permaneça intacto. Após isso, eles precisam apenas oferecer uma doação adicional de sangue na mão que assinou o contrato, moldar o seu chakra com selos de mão e, em seguida, plantar a mão que assinou o contrato em uma localização que deseja invocar a criatura. A quantidade de chakra usada durante a invocação determina o quão poderosa a criatura invocada pode ser.


Braço esquerdo engessado

Spoiler:

Katana
Rank:
D
Uma espada simples, fina e afiada cuja é a base para qualquer espadachim.

Ver perfil do usuário

#21
Fuera de línea
em Seg Set 24, 2018 12:13 pm


avatar

Admin

O membro 'Mirai Haruka' realizou a seguinte ação: Lançar dados


'Invocação' :

Ver perfil do usuário http://shadowars.forumeiros.com

#22
Fuera de línea
em Ter Set 25, 2018 11:44 am


avatar





" mais treinamento "

Assim como o esperado, Haruka após passar pelo portão gosmento, sentia-se péssima. Era um misto de nojo com inquietação e agonia, mas ao menos, a informação dada pelo casal de sapo havia sido coesa e, consequentemente, a garota voltaria para o mesmo lugar de origem, no qual fizera o ritual de invocação. Ela estava um pouco cansada, de fato, e aproveitou o restante do tempo daquela noite para dormir, abaixo d'uma arvore próxima.

No seu acordar, viu-se novamente inquieta. Seu braço ainda não estava muito bem, embora o sentisse bem melhor e a dor havia parado por completo. - Daqui a pouquinho já vou poder usa-lo - Sussurrou, mexendo levemente seu ombro e parte do membro. A dor fizera com que parasse logo em seguida. - A-ah, ainda não está tão bom assim - Sorriu, sem mais delongas, levantando-se.

Ela espreguiçou-se apenas com um de seus braços, oque já estava virando uma rotina e, sem mais delongas, decidiu que a partir dali, treinaria um pouco mais. Mas o fato é que, o pergaminho que havia pegado, só havia um jutsu que chamou-lhe atenção. - Não vou voltar para lá - Reclamou, tendo em mente que, se quisesse outros jutsus daquela mesma forma, deveria ir para a biblioteca e, bem, sair dali por enquanto, ainda mais para ir para uma biblioteca, não era o caso.

- Talvez se eu treinar um pouco meu raiton... - Sussurrou para si, enquanto dava-se início ao controle de seu próprio chakra.

Seu treinamento deu-se por algum tempo, ainda visando um treinamento interior. Com o tempo, ela fora capaz de manter a concentração em algumas partes de seu corpo, isto é, condensando a eletricidade em maior quantidade. Geralmente, isto causava efeitos chamativos e coisas que faziam-na pensar - como por exemplo, seu cabelo arrepiando de maneira inexplicável, ou quando triscava em algum lugar, causando uma sensação estranha, mas engraçada e boa, oque lhe tirava uma pequena risada infantil.

Até que, ao concentrar parte de sua energia em sua própria perna e pé e, condensar, fora capaz de criar certo impulso. Era um impulso forte, como se tivesse sido arremessada. Geralmente, dava-se quando a carga era muito maior, algo semelhante à uma repulsão. - Estranho - comentou. Fora necessário testar aquilo algumas vezes para ter plena certeza do que estava acontecendo.

A técnica em questão havia sido desenvolvida de maneira um tanto quanto diferenciada, mas parecia útil, quando utilizada em conjunto à outras ofensivas. Uma técnica suplementar própria de Haruka. O próximo ponto fora logo após decidir almoçar. A garota estava, de fato, morrendo de fome e aproveitou a deixa para comer um delicioso rámen... Frio.

Ela havia deixado-o ali a algum tempo atrás e, bem, não iria desperdiçar.

Geralmente, as técnicas de Mirai eram muito corporais, com o uso de Kenjutsu e afins, mas ela sentia falta de ter mais utilidade, geralmente, era aquilo que faltava nela e, bem, ela não era burra a ponto de não imaginar isso. Enquanto comia, tentava imaginar jeitos de fazer, de alguma forma, seu elemento tornar-se mais útil.

A ideia surgiu após posicionar seu punho semi-cerrado, tendo apenas o polegar e o indicador levantados. - Uma arminha, talvez? - Sussurrou, com a boca cheia de comida. Era difícil entender até mesmo em pensamentos oque havia falado. O fato é que, disparados eram poucos comuns naquele lugar, mas no dojo que frequentou, Haruka havia visto alguns dos alunos com aquelas armas em mãos. Armas de longa distância, semelhantes a arco, mas com mecânicas próprias e automáticas.

Depois de comer, ela então deu início à seu treinamento. O fato é que, era muito mais fácil imaginar aquele tipo de técnica do que fazer. Condensar energia era difícil, ainda mais com o braço esticado. Ela tinha ideia de usar o indicador, literalmente, para indicar a trajetória e então, fora as primeiras tentativas. Geralmente era fraco de mais para seguir em uma linha muito cumprida, mas era útil, e forte. Com mais um pouco de pratica, a condensação ficou deveras e a força parecia ampliar-se. Arvores e alguns pedregulhos pareciam fracos perante a arma de raio.

O próximo jutsu em questão seria baseado em algumas vezes que perderá o controle de seu chakra, criando uma tempestade de raios a seu lado e, na verdade, não era só isto a ideia central do jutsu, mas poder guia-lo a partir do solo, forçando geralmente, uma investida em conjunto a própria técnica em questão. Se tivesse controle o suficiente, até mesmo danificar o corpo do atingido seria viável com uma técnica daquele nível.

O treino iniciou-se com Haruka abaixada, tocando o solo e usando parte de seu chakra, semelhante à jutsus básicos, perfurando a terra do lugar. Era difícil, de fato, guiar totalmente a tempestade que crescia na terra, mas aos poucos, ela parecia ter controle parcial da técnica. Não era muito difícil, bastando controle e saber onde exatamente utiliza-la, assim como o tempo. Mas, ela também, decidiu ativar sua outra técnica En para guiar, de maneira mais prática.

Com o controle completo da técnica, bastou energizar uma pedra e dar continuidade a uma outra ideia que surgiu para Haruka - Uma espécie de atração a partir da energia criada pela eletricidade. No mais, seria como um teleguiado de energias, capaz de tornar determinadas técnicas, extremamente úteis e mortais. - Hum, como farei isso? - Perguntou-se retoricamente.

Com o tempo, as ideias surgiram. Inicialmente, usou parte de suas vestes como um condutor, jogando-a a alguns metros a frente. A eletricidade, junto ao En, fizera com que o restante da técnica perseguisse e seguisse em direção a vestimenta e, consequentemente, furasse-a. - Aaah, não era para cortar de verdade - Disse ela. Felizmente, havia algumas mudas de roupa em seu coldre - simples, claro. Após troca-las, simplesmente voltou a descansar mais um pouco.

Quando finalmente despertasse, no entanto, viria próximo de ti, um corvo. - Um pássaro preto? - Comentou, desconhecendo a espécie. Havia preso nele, uma pequena carta que, simplesmente ela pegou e guardou em seu bolso. Não tinha necessidade de ler por enquanto, sem mais delongas, seguindo para fora do campo de treinamento.


Braço esquerdo engessado

Spoiler:


Katana
Rank:
D
Uma espada simples, fina e afiada cuja é a base para qualquer espadachim.

Spoiler:



Seichō no Arashi
Tempestade Crescente
Requisitos: Controle Elemental
Rank: D/C
Tipo: Ninjutsu
Função: Ofensivo, Suplementar
Alcance:  8 metros
Selos: -
Descrição: Expelindo seu chakra elemental, indiretamente ou diretamente, o usuário pode, a partir do solo, distribuir uma pequena quantidade de chakra raiton, tendo como objetivo, atingir o inimigo a partir do solo e, imobiliza-lo temporariamente, isto é, devido as propriedades naturais do elemento citado, fazendo os músculos do afetado, atrofiarem temporariamente, diminuindo também, o tempo de resposta natural.


Atorakushon
Atração
Requisitos: Controle Elemental, En ativo
Rank: D
Tipo: Ninjutsu
Função: Suplementar
Alcance: 12 metros
Selos: -
Descrição: Baseando-se nas principais características atrativas do elemento em questão, o usuário utiliza-se deste jutsu para guiar diretamente outra técnica em direção ao inimigo, animal e/ou objeto na área de alcance de En, servindo semelhante à um teleguiado próprio.


Railgun
Arma de Raio
Requisitos: Controle Elemental
Rank: C
Tipo: Ninjutsu
Função: Ofensivo
Alcance:
Selos: -
Descrição: Jutsu ofensivo simples, onde, a partir do controle básico do elemento raiton, o usuário pode concentrar parte de seu chakra e disparar numa única onda, condensada, tendo força o suficiente para perfurar rochedos.


Hanpatsu
Repulsão
Requisitos: Controle Elemental, Raiton: Ōbādoraibu ou semelhantes ativo
Rank: D
Tipo: Ninjutsu
Função: Defensivo, Suplementar.  
Alcance: Corporal
Selos: -
Descrição: Utilizando os princípios de repulsão elétrica e carga-elétrica, o usuário da técnica em questão pode, a partir do controle de chakra em extremidades de seu corpo, diminuir os efeitos gerais de queda, assim como, carregar-se partir do campo eletro-magnético, oque gera maior impulso e velocidade em avanços repentinos, geralmente para surpreender inimigos.

Ver perfil do usuário

#23
Fuera de línea
Conteúdo patrocinado





Mensagem [Página 1 de 1]

Novo Tópico  Este Tópico está bloqueado. Você não pode editar as mensagens ou responder.